Conselho das Entidades Empresariais debate temas de Joinville e região

Conselho das Entidades Empresariais debate temas de Joinville e região

O seminário que vai debater a reforma tributária no dia 5 de outubro, a nova dinâmica de trabalho da Secretaria de Meio Ambiente, a demora na inauguração do presídio feminino e as possíveis mudanças na Cosip. Estes foram alguns dos assuntos da pauta do Conselho das Entidades Empresariais de Joinville em reunião realizada nesta terça-feira (24/9) na sede da CDL, que integra o grupo com a Acij, a Ajorpeme e a Acomac.


O próximo encontro foi marcado para 15 de outubro, com dois temas já definidos: a apresentação do case de sucesso de Jaraguá do Sul nos investimentos em segurança pública e esclarecimentos sobre a coleta e a destinação dos resíduos de construção civil.


Um dos assuntos de destaque do encontro na CDL nesta terça-feira foi o Seminário sobre a Reforma Tributária, marcado para 5 de outubro (um sábado), das 10 às 13 horas, na Câmara de Vereadores de Joinville. A iniciativa é da CDL, Acij, Ajorpeme, Acomac e da Câmara dos Deputados, com a participação também de deputados da região e representantes de Fiesc, Facisc, Fecomércio e Fampesc, entre outras entidades representativas. O evento é aberto à comunidade.


O presidente da CDL, José Manoel Ramos, afirmou que a realização do seminário está tendo uma repercussão maior que a esperada. Já confirmaram presença os deputados federais Darci de Matos e Hildo Rocha, presidente da Comissão Especial da Reforma Tributária; o ex-deputado Luiz Carlos Hauly, que foi relator de um dos projetos de reforma na legislatura anterior; e o empresário Miguel Abuhab, que tem um plano para simplificar o sistema tributário brasileiro.


Joinville será a primeira cidade do País a realizar um debate sobre esse tema, a fim de tirar as dúvidas da população. O Conselho das Entidades tem posição abertamente contrária ao aumento de impostos e à recriação da CPMF.


TRABALHO DA SAMA

O presidente da Acij, João Martinelli, informou que os trabalhos prestados pela Secretaria de Meio Ambiente estão melhorando. “Parece que as coisas estão começando a entrar nos eixos. Ainda estão ruins, mas o cenário antigo, sem horizontes, finalmente mudou. As liberações estão começando a ganhar mais velocidade”, afirmou.


O trabalho da Sama deve ganhar maior agilidade em novembro, quando todos os setores da secretaria passarão a atuar num mesmo prédio. “Tem tudo para deslanchar”, acrescentou Martinelli.


SEGURANÇA PÚBLICA

A Acij também colocou em pauta a demora no funcionamento do presídio feminino de Joinville, por falta de mão de obra. Esse espaço abriria 90 vagas no presídio regional, que também liberaria mais espaço se houvesse o uso de tornozeleiras. Nesta questão, o entrave está no monitoramento. “A segurança pública precisa de reestruturação. O Estado ficou muito distante”, afirmou José Manoel Ramos. O comitê de segurança que funcionava na antiga ADR foi lembrado pelas entidades.


As ações na segurança pública levadas a efeito em Jaraguá do Sul foram citadas pelas entidades, que têm interesse em saber detalhes dessa dinâmica na cidade vizinha, onde um conselho específico do setor age por demandas. A proposta é trazer essa experiência para Joinville, por isso uma reunião no dia 15 de outubro deve tratar do assunto pelo Conselho das Entidades.


MUDANÇAS NA COSIP

A Cosip também entrou na pauta da reunião desta terça-feira. A proposta da vereadora Tânia Larson de retomar a cobrança pelo tamanho da testada (frente do terreno) e as novas faixas apresentadas pela Prefeitura vão ser analisadas para que CDL, Acij, Acomac e Ajorpeme possam definir um posicionamento.

0 visualização
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
CONTATO

R. Urussanga, 292 - Bucarein

Joinville, SC - 89202-400​​

47 2101 4100

ajorpeme@ajorpeme.com.br

© 2018 por Ajorpeme