top of page

Lideranças comemoram os avanços na ampliação do zoneamento das microcervejarias em Joinville

Continua repercutindo a conquista do Núcleo Cervejeiro da Ajorpeme (Associação de Joinville e Região de Pequenas, Micro e Médias Empresas) neste início de 2022. É que após a sanção da lei nº 9.101/2022 as microcervejarias de Joinville agora estão aptas a funcionar em todo o território municipal, sem restrições. Antes da lei, as microcervejarias precisavam estar instaladas somente em áreas consideradas industriais, inviabilizando a atividade no entorno da área central e seus arredores.


Para agradecer a elaboração da lei e sua aprovação, integrantes da diretoria da Ajorpeme estiveram reunidos, na segunda-feira (10) com o autor do projeto de lei, vereador Cláudio Aragão, e na terça-feira (11) com a prefeita em exercício Rejane Gambin, que sancionou esta lei.


“Dentro do nosso projeto administrativo de trazer atrações para o centro da cidade, esta lei vem ao encontro com os anseios da municipalidade de promover o turismo. Por exemplo, no período natalino, muita gente veio até a área central, curtiu a decoração com a família e disse que fazia tempo que não caminhava pelo centro. Este é a nossa intenção: promover atrativos para o joinvilense e os turistas”, destaca a prefeita em exercício. Ela comenta que uma das ações da Prefeitura, neste momento, está sendo a elaboração de projetos e a preparação da licitação do Boulevard Cachoeira.


O presidente do Núcleo Cervejeiro da Ajorpeme, Adriano Reinert, lembra que a primeira cervejaria artesanal do Brasil foi instalada em Joinville no ano de 1852, pelo suíço Albrecht Gabriel Schmalz. “A Cervejaria Schmalz foi a pioneira na cidade de Joinville, antiga colônia Dona Francisca onde o imigrante e sua família desembarcaram. Sua casa ficava ao lado do ribeirão Mathias, de águas cristalinas, perfeitas para produzir cerveja. Schmalz trouxe as máquinas da Europa para fabricação da cerveja. Como o clima da região era impróprio para cultivo da cevada, ele utilizou milho na composição, uma fórmula pré-colombiana do povo Inca”, detalha o presidente do Núcleo.


O vereador Claudio Aragão ressalta que está muito feliz em contribuir nos avanços no setor cervejeiro. O parlamentar lembra que também foi autor também da lei nº 8.737, de 20 de setembro de 2019, que institui a Semana Municipal da Cerveja Artesanal, comemorada anualmente na segunda semana do mês de outubro. “A cerveja é um dos ícones de Joinville e precisamos ter uma atenção especial para neste setor também”, frisa o parlamentar.

Pela lei, fica instituído também o Programa de Regulamentação e Incentivo ao Desenvolvimento à Produção de Cerveja em Pequena Escala. Além disso, o artigo 7 da lei sancionada destaca o resgate da cultura cervejeira.


Fundado há quatro anos, o Núcleo Cervejeiro da Ajorpeme possui oito empresas participantes, tendo o empresário cervejeiro Adriano Reinert como presidente do grupo. Na semana que vem, quem assume é a empresária cervejeira Andréa Cristina Zimmermann.

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page