Conselho das Entidades recebe o Secretário da Saúde de Joinville

Acij, Acomac, Ajorpeme e CDL Joinville unem forças para conscientizar associados sobre o avanço da COVID-19 no município


Na manhã desta quinta-feira, o Conselho das Entidades recebeu, o Secretário da Saúde de Joinville, Jean Rodrigues. O grupo, formado pela Associação Empresarial de Joinville (Acij), Associação dos Comerciantes de Material de Construção (Acomac), Associação de Joinville e Região da Pequena, Micro e Média Empresa (Ajorpeme) e Câmara de Dirigentes Lojistas de Joinville (CDL), realizou o encontro online.


Jean apresentou o panorama do município no enfrentamento ao avanço de novos casos da COVID-19. Segundo ele, a gestão optou por não fechar os estabelecimentos, apenas restringir a capacidade de atendimento em 30%: "Observamos que as pessoas estão desrespeitando as orientações e realizando festas de família, encontros entre amigos, sem utilização de máscaras e outras medidas necessárias. Por isso, vamos intensificar a fiscalização e o monitoramento. Precisamos de um esforço conjunto para que as ações surtam efeito".


O secretário pediu o auxílio das entidades para conscientizar as empresas e seus funcionários. "Temos feito um grande esforço para manter tudo aberto e funcionando. Se cada um não fizer a sua parte, não teremos estrutura hospitalar para atender todos", ressaltou.


Também participaram da reunião a gerente da Vigilância Sanitária de Joinville, Edilaine Pasquali; a gerente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde de Joinville, Chana Beninca; o médico infectologista e coordenador do Centro de Triagem de Joinville, Luiz Henrique Melo; o médico infectologista do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, Marcelo Mulazani; e a médica da Vigilância em Saúde de Joinville e do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), Monica Damásio.


Luiz Henrique Melo, coordenador do Centro de Triagem de Joinville, reforçou que os cuidados que são seguidos dentro das empresas, devem ser levados para as casas dos colaboradores. "A utilização de máscaras, álcool gel e distanciamento social são as melhores formas de prevenção", afirmou. O médico infectologista Marcelo Mulazani complementou: “O desconforto de usar a máscara é transitório. Mas esse desconforto individual não pode estar acima do sofrimento de uma família que perdeu alguém”.


Apoio das entidades

Durante o encontro, o Conselho das Entidades firmou o compromisso de orientar seus associados e a comunidade a seguirem as orientações da Secretaria da Saúde, com o objetivo de diminuir a propagação da doença no município.


“A proteção à vida vem em primeiro lugar e o momento exige muita cautela, foco e disciplina para frear os atuais índices de contaminação do novo coronavírus. Temos a missão de informar e orientar os colaboradores das nossas empresas para que todos percebam a importância de cumprir os protocolos de segurança à saúde tanto no ambiente de trabalho quanto nos momentos de folga, no convívio familiar.”

Marco Antonio Corsini, presidente da ACIJ


“Precisamos, nesse momento, conscientizar os nossos associados e os nossos colaboradores. Estar preparados para o aumento dos casos de infectados pelo Coronavírus. Reforçar que as confraternizações, festas em família, devem ser feitas com muita precaução. Até termos uma vacina eficaz, todo cuidado é pouco. Imaginávamos que logo estaríamos livres desse problema, mas, infelizmente, a realidade está sendo outra.”

Ivonei Arnaut, presidente da Acomac Joinville


“Precisamos do apoio de todos para conter o avanço do coronavírus. As empresas estão fazendo seu papel, mas os colaboradores também precisam assumir a responsabilidade fora do ambiente de trabalho. Com a ajuda de todos, vamos preservar a saúde e conseguir manter os negócios funcionando, gerando emprego e renda para Joinville.”

Adael dos Santos, presidente a Ajorpeme


“A pandemia trouxe prejuízos para o comércio, restaurantes e bares com o fechamento total no primeiro semestre. Com o aumento de casos, a CDL Joinville teme que ocorra o pior, com os empresários tendo que fechar as portas, voltar a demitir ou até mesmo falir. Os lojistas estão tentando recuperar os prejuízos e as vendas de dezembro são a esperança do comércio. Precisamos nos conscientizar, evitar aglomerações para baixar o números de casos e, assim, manter as empresas abertas e a população empregada.”

José Manoel Ramos, presidente da CDL Joinville

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
CONTATO

R. Urussanga, 292 - Bucarein

Joinville, SC - 89202-400​​

47 2101 4100

ajorpeme@ajorpeme.com.br

© 2018 por Ajorpeme